Connect with us

Wagner Moura acusa governo de censurar seu filme Marighella



Notícia

Wagner Moura acusa governo de censurar seu filme Marighella

O ator e diretor Wagner Moura afirma que a Ancine (Agência Nacional do Cinema) está fazendo uma espécie de censura, por meio da burocracia, ao seu filme ‘Marigella’.

O longa, que conta a história de Carlos Marighella, guerrilheiro executado em 1969 pelo regime. Tinha data de estreia marcada para o dia 20 de novembro (Dia da Consciência Negra).

Contudo, foi adiada após a Ancine negar o pedido da produtora O2, responsável pelo filme, relativo ao prazo de uma proposta visando a recursos para a distribuição da obra.

“A Ancine [Agência Nacional do Cinema] censurou o filme. É uma censura diferente, que usa instrumentos burocráticos para dificultar produções das quais o governo discorda. Não tenho a menor dúvida de que ‘Marighella’ não estreou ainda por uma questão política.”, disse Wagner Moura.

O filme estreou no Festival de Berlim em fevereiro do ano passado.

Para Wagner Moura, Bolsonaro não entende a cultura como um setor economicamente importante, que gera empregos.

Morando em Los Angeles com a família e trabalhando em Hollywood, o ator, que ficou conhecido por filmes e séries como Tropa de Elite e Narcos.

Acredita que as dificuldades enfrentadas por Marighella não aconteceriam nos Estados Unidos.

“Apesar de Trump causar muito estrago, ele não tem o poder de Bolsonaro. Há um jogo democrático que não existe no Brasil”, afirma.

Informação MBL.

1 Comment

1 Comment

  1. Huxley Hugo Cabanellas Malta

    janeiro 14, 2020 at 4:44 pm

    Boa tarde Wagner Moura que feio mentir a própria Ancine te desmentiu a sua produtora deve muito dinheiro .

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Notícia

Em alta

Advertisement

Facebook

POLITICA

To Top