Connect with us

Tabata afirma estar sofrendo perseguição política



POLITICA

Tabata afirma estar sofrendo perseguição política

Tabata  Amaral

Tabata  Amaral ,foi criticada por segmentos da esquerda e membros do seu próprio partido

por ter votado a favor da proposta de reforma da Previdência

Ela usou  seu espaço quinzenal no jornal Folha de S. Paulo, a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP)

reforçou sua convicção de ter ido contra a orientação do PDT e afirmou que está sofrendo perseguição política.

Além de Tabata, outros sete deputados do partido disseram “sim” à reforma,

além de 11 membros do PSB, também contrariando a ordem dos líderes.

“A boa política não pode ser dogmática”, escreveu a parlamentar, segundo o site R7.

“Não estamos falando de dois ou três parlamentares, mas de praticamente um terço das bancadas de duas relevantes siglas que ocupam posição mais ao centro no espectro da esquerda.

A expressividade dessa dissidência acendeu ao menos a luz amarela nas estruturas?”, questionou a deputada.

Tabata também criticou a inflexibilidade do que chamou de extrema esquerda,

a qual, na sua opinião, está “enclausurada em suas amarras”.

31 feitos do governo Bolsonaro que mudaram o Brasil para melhor

Pacientes com câncer tem direitos que impactam a vida financeira

10 direitos que os consumidores tem e não sabem,

 

Continue Reading
You may also like...
1 Comment

1 Comment

  1. VALDIR SIMÕES DE ALMEIDA

    julho 15, 2019 at 9:47 pm

    O PROBLEMA DA ESQUERDA BRASILEIRA E QUASE TODA A ESQUERDA MUNDIAL E CEGA SURDA E MUDA QUANDO NÃO E DO INTERESSE DO PRÓPRIO PARLAMENTAR OU DO PARTIDO O PAIS A QUEM ELE DEVE OS SEUS PROVENTOS QUE SE LASQUE ELE QUER E SE ARRUMAR QUANDO UM PARLAMENTAR USA O BOM SENSO ELE E REBELDE E DESOBEDIENTE SÓ PORQUE ESCOLHEU AJUDAR O PAIS SAIR DO BURACO QUE A PRÓPRIA ESQUERDA COLOCOU LA AI SE VÊ A FALTA DE CÉREBRO DAS LIDERANÇAS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in POLITICA

Em alta

Advertisement

Facebook

POLITICA

To Top