PUBLICIDADE

CPMI das Fake News decide não entregar arquivos à Polícia Federal

O presidente da CPMI das Fake News Angelo Coronel (PSD) decidiu não entregar para Polícia Federal (PF) arquivos sigilosos coletados em diligências da comissão.

Está gostando? Participe do nosso grupo de Whatsapp ou Telegram saiba das notícias em primeira mão!

A PF quer usar as informações nas investigações do inquérito das fake news, supervisionada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que é relator do inquérito inconstitucional.

Alexandre também é relator de outro inquérito ilegal do STF, o que apura supostos atos antidemocráticos.

“Não foi demonstrada a existência de decisão judicial exarada pelo Supremo Tribunal Federal que justifique o pedido ou vincule este Colegiado. No mesmo sentido, eventual decisão pelo compartilhamento só se legitimaria após deliberação do plenário da CPMI”, escreveu Angelo Coronel à delegada da PF Denisse Ribeiro.

Está gostando? Participe do nosso grupo de Whatsapp ou Telegram saiba das notícias em primeira mão!

“Reafirmo que o compartilhamento dos documentos pleiteados sem prévia autorização judicial mostra-se em confronto com o dever desta CPMI de resguardar as informações protegidas por sigilo, em conformidade com as proteções garantidas aos direitos fundamentais pela Constituição Federal”, acrescentou o parlamentar, que se disse “à disposição para colaborar com a Polícia Federal naquilo que estiver dentro das normas legais e regimentais”.

Segundo o site, a advocacia do Senado, responsável pelo parecer que embasa a decisão do presidente da CPMI, diz ainda que “não há lei que permita o compartilhamento de dados sigilosos de CPIs não constantes de relatório final destas comissões diretamente á polícia judiciária por solicitação desta e sem decisão judicial”.

Está gostando? Participe do nosso grupo de Whatsapp ou Telegram saiba das notícias em primeira mão!

Gazeta Brasil

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *