Sérgio Camargo ‘detona’ Lázaro Ramos

PUBLICIDADE

Neste domingo (13), o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, utilizou suas redes sociais para criticar o ator Lázaro Ramos após ele dirigir um filme que utilizou recursos públicos para “criticar o governo”.

Em sua conta do Twitter, Camargo lembrou ainda que o artista “glamourizou o triplo homicida Madame Satã”.

O filme dirigido por Lázaro Ramos se chama Medida Provisória e apresenta o Brasil no futuro, quando uma Medida Provisória do governo determinou que todos os negros retornem para a África.

– O ator que glamourizou o triplo homicida Madame Satã (excluído das homenagens da Palmares) dirigiu, com recursos públicos, filme que acusa o governo de baixar Medida Provisória racista contra todos os cidadãos pretos do Brasil – deportação para a África. Que moral ele tem? – escreveu.

*Pleno News

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *