Os Bilionários de 2020: Veja quem fez fortuna durante a pandemia

PUBLICIDADE

No mundo: 178 novos bilionários

De acordo com a revista Forbes, o mundo ganhou 178 novos bilionários neste ano. De 20 países diferentes, eles são de vários segmentos, como jogos online, beleza e educação à distância. 

Um dos nomes de destaque é o fundador da Zoom, plataforma de videoconferências que se popularizou devido ao isolamento social imposto pela pandemia.  Eric Yuan  tem uma fortuna estimada em US$ 5,5 bilhões.  

Entre as novas bilionárias integrantes da lista está  MacKenzie Scott , com patrimônio líquido de US$ 36 bilhões. Ex-mulher de Jeff Bezos, dono da Amazon, ela teve direito a um quarto de participação nos negócios.

No ramo de cuidados com a pele, com máscaras faciais que viraram uma verdadeira febre durante a quarentena, o sul-coreano Kim Jung-woong fez muito dinheiro. Desde a inauguração da marca, a JM Solution vendeu mais de um bilhão de máscaras, com um patrimônio líquido de US$ 1,1 bilhão.

33 novos bilionários brasileiros

Em setembro deste ano, a revista Forbes Brasil divulgou sua lista de bilionários com 238 pessoas, sendo 33 estreantes. Conheça alguns dos novatos no ranking.

Acionistas da Weg

Entre os 33 novos bilionários brasileiros, estão 10 acionistas da WEG, fabricante de motores com sede em Jaraguá do Sul (SC). Inicialmente criada como Eletromotores Jaraguá, alguns anos depois a empresa recebeu o nome atual, Weg, aproveitando as iniciais dos nomes dos fundadores. Weg também quer dizer “caminho” em alemão.

A empresa familiar, fundada por três descendentes de alemães em 1961, agora tem 13 herdeiros no seleto clube do bilhão.

Essa ascensão está relacionada à impressionante valorização das ações da empresa, que supera a marca de 240% e elevou seu valor de mercado para mais de R$ 150 bilhões. Há tempos a companhia é considerada um investimento seguro, por seus sólidos e constantes resultados, mas de um ano para cá o mercado financeiro despertou de vez para seus predicados.

Apesar de estar listada na bolsa desde 1971, quase dois terços da Weg continuam a pertencer, direta e indiretamente, aos familiares de Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus (os três já falecidos).

Alexandre Behring

Um nome que entrou na lista, mas que já era conhecido no mercado financeiro, é o do Alexandre Behring. Behring é sócio do fundo de investimentos 3G Capital e presidente do conselho de administração da Kraft Heinz. Ele é apontado como o sexto mais rico do país, com fortuna de R$ 34 bilhões.

Os outros três sócios da 3G Capital já figuravam na lista de bilionários: José Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Herrmann Telles.

Ilson Mateus

O ex-garimpeiro  Ilson Mateus  estreou na lista com um verdadeiro império varejista. O Grupo Mateus tem mais de 130 lojas e supermercados espalhados pelo Norte e Nordeste do país e fechou 2019 com um faturamento perto dos R$ 10 bilhões. 

O empresário fundou a companhia em 1986 na cidade de Balsas (MA), cidade a 810 quilômetros da capital São Luís, como uma mercearia de 50 metros quadrados. Ele foi para lá depois de conversar com amigos e de saber que a cidade estava em crescimento, especialmente com o avanço de algumas culturas do agronegócio, como a soja. Uma de suas principais fontes de faturamento, no início do negócio, era a venda de cachaça.

Antes disso, já tinha falido duas vezes e também tinha sido garimpeiro na região de Serra Pelada – sem sucesso. O negócio deu certo e a mercearia virou um supermercado. A expansão do negócio além de Balsas demorou quase 15 anos. Em 1988, a pequena mercearia se tornou um supermercado. Somente no ano de 2000, a rede começou a expansão e a cidade escolhida foi Imperatriz (MA), município em que o empresário viveu até os 23 anos. Três anos depois, chegou à capital São Luís.

De lá para cá, Mateus criou uma série de bandeiras: Mateus Supermercados, Mix Atacarejo (que se tornou um de seus principais negócios), a Eletro Mateus, focada na venda de eletrônicos, Armazém Mateus, especializada no atendimento de mercearia e supermercados no Norte e Nordeste, a distribuidora de medicamentos Invicta e a indústria de panificação Bumba Meu Pão. Mais recentemente, criou a Camiño Supermercados, focada no segmento de franquias.

Hoje, Mateus é considerado um dos dez homens mais ricos do Brasil, segundo a revista Forbes. Ele ocupa a nona posição, com uma fortuna estimada em R$ 20 bilhões.

Sérgio Zimerman

O empresário Sérgio Zimerman estreou na lista dos bilionários da Forbes Brasil este ano com patrimônio estimado em R$ 2,1 bilhões. Ele é fundador e CEO da rede Petz, que estreou na bolsa de valores em setembro.

O negócio começou em 2002, com um pet shop inaugurado num antigo galpão na Marginal Tietê, em São Paulo. De acordo com a Forbes, o bom desempenho da Petz se iniciou em 2013, quando o fundador vendeu mais de 50% das ações para o fundo de private equity Warburg Pincus, que assumiu o controle da companhia. Atualmente, a rede tem mais de 100 lojas.

CNN Brasil

CONCURSO PUBLICO: 1500 vagas para PRF devem abrir em janeiro

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *