OAS diz ter pago propina ao ex-prefeito Ticiano Toffoli

Ticiano é irmão do atual presidente do STF, que não é citado por Léo Pinheiro no termo da delação.

Em deleção premiada, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, disse ter pago propina e repassado dinheiro em caixa dois para o irmão de Dias Toffoli, que foi prefeito de Marília, pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Léo Pinheiro, que está preso em Curitiba pela Operação Lava Jato, confirmou pagamento de propina e repasse de dinheiro em caixa dois de campanha para José Ticiano Dias Toffoli, ex-prefeito da cidade no interior de São Paulo.

Ticiano é irmão do ministro José Antonio Dias Toffoli, atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente do Supremo não foi citado por Léo Pinheiro no termo da delação a que o jornal “Folha de S.Paulo” teve acesso.

Além de Ticiano Toffoli, o empreiteiro disse que o sucessor dele na Prefeitura de Marília, o atual deputado estadual paulista eleito Vinicius Camarinha (PSB), também exigiu propina para a OAS e passou a receber as vantagens indevidas assim que assumiu o cargo.

Info: RENOVA

Leia Mais:

Fim da mordomia : Novo Superintendente da PF quer Lula em presídio comum

 

1 thought on “OAS diz ter pago propina ao ex-prefeito Ticiano Toffoli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *