Brasília - O secretário nacional de Segurança Pública, general Carlos Alberto Santos Cruz, durante reunião com secretários de Segurança Pública dos estados (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

“O Estado foi criminoso quando desarmou o cidadão sem condições de desarmar o bandido”.

 

O General Santos Cruz defende que o Cidadão de Bem tenha o direito a posse de armas para se defender

“O Estado foi criminoso quando desarmou o cidadão sem condições de desarmar o bandido. Isso não está relacionado só à segurança pública, mas a um princípio de legítima defesa de liberdade individual. Da sua liberdade de defender o seu patrimônio e sua vida.”  disse o General Santos Cruz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *