O Caos Ins­ti­tu­ci­onal no STF

PUBLICIDADE

Se­gundo in­for­ma­ções que rondam os cor­re­dores de Bra­sília, a de­cisão de im­pedir a re­e­leição de Maia e Al­co­lumbre cus­tará muito caro ao Pre­si­dente da Su­prema Corte, pois o grupo dos mi­nis­tros ven­cidos com­posto por Gilmar Mendes, Dias Tof­foli, Lewan­dowski e Ale­xandre de Mo­raes re­clama, prin­ci­pal­mente na pessoa do re­lator, que tanto Fux como Bar­roso ha­viam acer­tado que se­gui­riam o voto do re­lator, o que, de certo, al­te­raria o re­sul­tado do jul­ga­mento em favor da re­e­leição.

O que eles não es­pe­ravam é que a ma­téria ge­raria grande re­per­cussão mi­diá­tica, seja na grande mídia, nas mí­dias al­ter­na­tivas ou nas redes so­ciais. Esse fator pres­si­onou os Mi­nis­tros para que mu­dassem seus votos em cima da hora e aca­bassem dei­xando seus co­legas em maus len­çóis pe­rante a opi­nião pú­blica.

Se­gundo au­xi­li­ares do Mi­nistro Fux, o que pesou em sua de­cisão foi a con­ser­vação da imagem do STF pe­rante a so­ci­e­dade bra­si­leira que, pelo menos neste que­sito, pa­receu unâ­nime. Ou­tros as­pectos como o pre­ce­dente para jul­ga­mentos à margem da li­te­ra­li­dade do texto cons­ti­tu­ci­onal, a pro­vável con­fusão de le­gi­ti­mi­dade com o Le­gis­la­tivo e o acir­ra­mento do clima de in­se­gu­rança ju­rí­dica também pre­o­cu­param o pre­si­dente.

Como no jogo de poder pouco im­porta o de­sejo po­pular e a guarda da cons­ti­tuição, daqui para frente nós ve­remos os mi­nis­tros ga­ran­tistas tra­vando pautas im­por­tantes para o Pre­si­dente como a questão da prisão em 2ª ins­tância, agen­dada por Fux para 2021, que já conta com cons­tantes pe­didos de vistas.

O que volta a ficar ame­a­çado é o di­reito do ci­dadão bra­si­leiro, bem como sua von­tade e li­ber­dade. O povo é, sem dú­vidas, a prin­cipal ví­tima das aven­turas e ma­ni­pu­la­ções dos in­te­grantes da corte su­prema. Pa­rece que, mais uma vez, en­quanto a equipe mé­dica briga para saber que é maior, o pa­ci­ente mo­ri­bundo luta para so­bre­viver com suas pró­prias forças.

*Revista Oeste

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *