Lula quer que supostas mensagens vazadas de Sergio Moro sejam usadas como “provas compartilhadas”

PUBLICIDADE

Nesta quinta-feira (5) a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu para que as supostas mensagens vazadas de Sergio Moro sejam publicadas pelo site The Intercept Brasil.

A defesa de Lula também quer que as mensagens sejam incluídas como “provas compartilhadas” no processo de supostas propinas referentes a um terreno em São Bernardo do Campo, SP.

“Tais mensagens, trocadas a partir de aparelhos funcionais de tais agentes públicos, reforçam as teses defensivas, sobretudo no tocante às nulidades processuais defendidas desde a primeira manifestação da Defesa Técnica sustentadas nestes autos”, disseram os advogados.

No pedido, os advogados do ex-presidente expõem uma frase do ministro Alexandre de Moraes, que recebeu as mensagens hackeadas de procuradores e outras autoridades. “Eu recebi tudo, está guardadinho.”, disse Moraes, afirmando ainda que são “milhões e milhões de arquivos.”

Este processo é o único contra Lula na Justiça Federal do Paraná que ainda não foi julgado, segundo UOL.

Lula é acusado pela Lava Jato neste caso de receber em torno de R$12,5 milhões da Odebrecht, sendo na forma de um terreno que seria destinado ao Instituto Lula e por meio do aluguel do apartamento vizinho ao que ele vivia em São Bernardo.

Porém, tal instituto nunca ocupou esta área e acabou por ser construído na capital paulistana.

LEIA MAIS:

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *