Procurados criticam mandado de busca e apreensão em endereços de Rodrigo Janot

PUBLICIDADE

Na noite desta sexta-feira (27), a Associação Nacional dos Procurados da República (ANPR) divulgou uma nota que que afirmam condenar mandado de busca e apreensão em endereços do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

“O STF não possui jurisdição sobre eventuais atos de Janot, não há contemporaneidade na suposta conduta e, o pior, a ordem foi emitida no âmbito de uma investigação inconstitucional”.

Os mandados foram autorizados pelo ministro da Suprema Corte, Alexandre de Moraes.

PUBLICIDADE

As medidas foram tomadas após Janot dar uma declaração polêmica e dizer que teria ido armado a uma das sessões do STF para matar Gilmar Mendes e depois cometer suicídio.

LEIA MAIS:

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *