Connect with us

Humberto Martins citado na delação nega relação pessoal com Cabral



JUSTIÇA

Humberto Martins citado na delação nega relação pessoal com Cabral

Humberto Martins, ministro do STJ e corregedor Nacional de Justiça, divulgou nota afirmando que ficou surpreso com suposta citação na delação de Sérgio Cabral. Ele negou qualquer relação pessoal com o ex-governador do Rio.

No texto, o ministro afirma que sempre decidiu contrariamente aos interesses do político, negando  pedidos de liberdade feitos entre 2017 e 2018, na condição de presidente em exercício do STJ.

“Verifica-se, pois, que em todas as oportunidades em que decidiu como presidente em exercício do Superior Tribunal de Justiça, o corregedor Nacional de Justiça, Ministro Humberto Martins, atuou contrariamente aos interesses de Sérgio Cabral Filho, aplicando a lei e a Constituição, razão pela qual foi com surpresa que tomou ciência pela imprensa da suposta citação de seu nome na delação premiada firmada entre Sérgio Cabral e a Polícia Federal”, diz o texto.

Martins ressalta no texto que a PGR coloca em dúvida a validade do acordo de delação entre Cabral e a Polícia Federal.

“Ainda segundo notícias veiculadas pela imprensa, após o Ministério Público ter recusado. O ex governador teria firmado o acordo com a polícia federal. Sendo certo que o PGR manifestou-se pela não homologação do acordo de colaboração premiada firmado entre a polícia Federal e Sérgio Cabral Filho. Por entender que persistiam os vícios de ilegalidade e de ausência de credibilidade”.

Informação O antagonista.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in JUSTIÇA

Em alta

Advertisement

Facebook

POLITICA

To Top