Hacker é militante da esquerda e compartilhava matérias do The Intercept

PUBLICIDADE

“O Brasil não é para principiantes. ” Esta é a frase estampada na bio do Twitter de Walter Delgatti Neto, criminoso confesso que invadiu celular de Sergio Moro.

A conta do twitter atribuída ao criminoso, foi registrada em 2011 e permaneceu inativa até 27 de maio de 2019.

Mas foi no dia 9 de julho, mesmo dia do inicio do vazamento pelo The Intercept que as publicações começaram.

E quase todas as elas, sendo compartilhamentos de publicações e outros tuítes de ataque ao ministro Sergio Moro e o presidente Jair Bolsonaro.

Walter é um militante da esquerda ferrenho, e só compartilhava conteúdos da mídia esquerdista.

Principalmente de matérias relacionadas ao caso das mensagens vazadas pelo The Intercept.

Em uma das publicações Walter chegou a comemorar a queda do perfil “O pavão misterioso” que publicou supostas mensagens entre Glenn Greenwald, Marcelo Freixo e Jean Wyllys.

Suas principais publicações eram do links dos sites DCM, Brasil 247 e também do próprio The Intercept para qual ele confessou ter fornecido as mensagens roubadas do celular de Sergio Moro.

LEIA MAIS

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *