Grave acusação contra a China

PUBLICIDADE

Mais uma grave denúncia envolvendo a China vem à tona.

Hackers ligados ao governo da China teriam feito um ataque cibernético contra a rede de informações do Vaticano em Hong Kong, segundo o jornal “ The New York Times ”.

Na reportagem, o jornal expõe dados de um relatório originado pela empresa norte-americana Recorded Future , que acompanha ações de hackers internacionais sustentados por governos federais.

Segundo NYT , os ataques atingiram a Holy See Study Mission , considerada uma das missões mais estratégicas da Igreja Católica no mundo, com relações diretas com as dioceses chinesas.

A ação teria sido bastante ‘sofisticada’ por fazer uso de símbolos do Vaticano que pareciam ser autênticos.

Os ataques maliciosos, conforme aponta o jornal, tiveram início após o acordo provisório entre China e Santa Sé, ocorrido em setembro do ano passado.

Questionado a grave acusação, um dos porta-vozes do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, afirmou que, antes de tudo, “precisam ser fornecidas provas suficientes sobre o que é investigado e determinar a natureza dos incidentes de cibersegurança”, informou o Conexão Política.

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *