Estadão chora as horas para o fim do mandato de Bolsonaro

PUBLICIDADE

Em um editorial nada imparcial, o jornal Estado de São Paulo publicou um artigo nesta sexta-feira (1°) em que resolveu “contar” o tempo que falta para que o presidente Jair Bolsonaro deixe o poder.

Parecendo ignorar o fato de que todas as pesquisas de intenção de voto apontam para a reeleição do atual chefe do Executivo, a publicação afirmou no título que faltam 17,5 mil horas para que Bolsonaro deixe o cargo.

– Se os dois primeiros anos da gestão de Bolsonaro servem de parâmetro para o que nos aguarda na segunda parte do mandato, o Brasil nada pode esperar senão mais obscurantismo – diz o jornal.

Os internautas, entretanto, não deixaram “barato” o ataque feito pela publicação e fizeram questão de lembrar que a gestão do presidente ainda não está próxima do fim e que tem grande potencial de ser estendida por mais quatro anos. Outros ainda falaram sobre a situação econômica complicada vivida pelo diário centenário.

– Antes do cronômetro zerar, veremos o Estadão e toda imprensa suja e corrupta em conluios com uma elite politica e empresarial suja e corrupta, estarem falidos – detonou uma usuária no Twitter.

Confira algumas das mensagens publicadas em protesto contra o editorial do Estadão:

Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro
Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro
Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro
Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro
Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro
Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro
Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro
Internautas tiraram sarro de editorial do Estadão contra Bolsonaro

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *