Connect with us

Em Brasília sede da Caixa é evacuada após servidor dar positivo para Covid-19



Notícia

Em Brasília sede da Caixa é evacuada após servidor dar positivo para Covid-19

O 15º andar da sede da Caixa Econômica Federal em Brasília foi evacuado na tarde desta terça-feira (17) após um servidor fazer o teste para coronavírus e o resultado dar positivo.

Como medida de segurança e prevenção, todos os servidores que tiveram contato com o infectado foram orientados para retornarem para casa e trabalharem de lá.

O andar foi isolado e desinfetado. E um levantamento está sendo feito para saber a situação das pessoas que tiveram contato com o infectado.

Segundo informações de servidores para o Diário do Poder, um servidor ao voltar da Europa sentiu alguns sintomas, porém fez o primeiro teste e deu negativo.

Entretanto, nesta segunda-feira (17) passou mal durante a jornada de trabalho, refez o teste que dessa vez deu positivo para o Covid-19. O servidor está internação domiciliar sendo acompanhado por médicos.

Questionada a assessoria de imprensa da Caixa confirmou o primeiro caso de Covid-19 entre os empregados do banco.

“O funcionário não estava no ambiente de trabalho quando diagnosticado e, no momento, encontra-se em casa com acompanhamento médico”.

Por meio de nota o banco ressalta que os gestores e equipes adotaram os cuidados necessários, conforme o protocolo do Ministério da Saúde. “Todas as pessoas lotadas na unidade e que tiveram contato com o empregado foram notificadas e orientadas a trabalhar em sistema remoto pelo prazo de 14 dias. O banco também providenciou a higienização de todo o andar do prédio da Matriz I, em Brasília, onde foi registrado o caso”.

Conforme mostramos, no documento ao lado, a Caixa enviou um e-mail corporativo com orientação para todos os empregados do banco, baseadas nas diretrizes divulgadas pelo Ministério da Saúde.

“Além disso, o banco disponibilizou materiais como cartilha e FAQ no Portal do Empregado, com esclarecimentos sobre o tema.

As reuniões, pontos de controle e treinamentos presenciais foram substituídos por chats, vídeos ou audioconferência”.

Assessoria do banco afirmou que os empregados que fazem parte dos grupos de risco, como grávidas e pessoas com mais de 60 anos, receberam orientações específicas.

E que disponibilizou verba exclusiva para as unidades adquirirem produtos que auxiliam na prevenção, e solicitou a intensificação de limpeza de suas unidades.

E finaliza a nota “A Caixa continua acompanhando a situação, a fim de avaliar medidas futuras que podem ser tomadas em decorrência da evolução dos acontecimentos”.

As informações são do Diário do Poder.

Leia Mais:

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Notícia

Em alta

Advertisement

Facebook

POLITICA

To Top