Doria mentiu para o povo de São Paulo

PUBLICIDADE

Em um vídeo divulgado no dia 13 de novembro, dois dias antes do 1° turno das eleições municipais, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que adversários estavam inventando uma mentira para fazer um “golpezinho” político e chegou a chamar de “fake news” as notícias sobre o possível aumento das restrições aos estabelecimentos comerciais.

Na última segunda-feira (30), porém, Doria fez justamente o contrário. Na data, o governador anunciou que, após serem registradas pioras nos índices epidemiológicos da Covid-19, os estabelecimentos comerciais passariam por uma mudança que alteraria o horário de funcionamento deles.

Entretanto, menos de três semanas atrás, Doria apareceu publicamente nas redes sociais para dizer que desmentiria “mais uma fake news, mais uma mentira”. Na gravação, o gestor chegou a dizer que a pandemia estava sob controle e que era a saúde quem determinava as decisões tomadas por sua administração e “não a política”.

– Não agimos por pressão política ou por outros interesses. O meu repúdio aos que espalham esse tipo de mentira para prejudicar nossa gestão ou fazer um golpezinho às vésperas da eleição. Nossa gestão em São Paulo sempre agiu de forma transparente e vamos continuar fazendo assim, priorizando a vida dos brasileiros – disse.

Na legenda da publicação, Doria também chegou a dizer que repudiava o que ele chamou de “fake news” e declarou, categoricamente, que não fecharia ou endureceria medidas de combate à pandemia após as eleições. Fato é que ele tomou a decisão de apertar a quarentena, ironicamente, um dia após o segundo turno, que aconteceu no dia 29 de novembro.

– Meu repúdio a mais uma Fake News. Não vamos fechar o comércio ou endurecer as medidas de combate à pandemia após as eleições. Mais um absurdo que estão inventando – completou.

*Pleno News

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *