Desembargador que humilhou guarda é flagrado sem máscara novamente

PUBLICIDADE

O desembargador Eduardo Siqueira, que humilhou um guarda municipal após ser multado por não utilizar máscaras, voltou a ser flagrado andando pela praia sem utilizar o equipamento. O registro foi feito por uma moradora de Santos, no litoral de São Paulo, nessa quarta-feira (5). O Portal G1 entrou em contato com o desembargador e, em resposta, ele não negou que esteve no local e criticou a ação da Guarda Municipal.

A moradora que fez o registro explicou que Siqueira estaria caminhando pela faixa de areia com a máscara no pescoço. Ele permaneceu assim por cerca de 20 minutos, enquanto falava ao celular. Ainda segundo a moradora, após o desembargador avistar uma viatura da GCM, ele deu meia volta para colocar a máscara de proteção.

Ao ser questionado, o desembargador respondeu ao Portal G1 que a moradora deveria checar a identidade do indivíduo flagrado na praia, através de uma acusação por escrito, para saber se era ele mesmo.

“Eu não me lembro. Provavelmente não era eu”, completou Siqueira.

O magistrado afirmou que havia começado a trabalhar a partir de 13h30, no dia em questão. No entanto, a moradora afirmou que o flagrante foi feito na manhã de quarta-feira (5). Em certo momento, Siqueira chega a criticar e debochar dos guardas municipais:

“Uma coisa que eu ignoro são essas viaturas da guarda, esses meninos para cima e para baixo. Não dou a menor bola para eles, é um desprazer ver eles estragando, destruindo, poluindo a praia”, disse o desembargador.

A moradora afirmou que, devido à repercussão do caso que ocorreu no dia 18 de julho, várias pessoas reconheceram o magistrado ao andar na praia. Além disso, ele utilizava a mesma bermuda do dia em que foi fotografado respeitando o decreto e utilizando a máscara.

Entenda o caso

No dia 18 de julho, Eduardo Siqueira foi multado por não utilizar máscara de proteção, enquanto caminhava pela praia. Irresignado, Siqueira passou a humilhar os agentes e chegou a rasgar a multa. Posteriormente, ele também deu uma “carteirada” ao telefonar para o secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel.

Alguns dias depois, Siqueira foi fotografado na mesma região utilizando a máscara. Em entrevista ao Portal G1, o guarda humilhado pelo desembargador chegou a citar o episódio como sendo uma prova de que Siqueira estaria arrependido. No entanto, nessa quarta-feira (5), uma moradora da região alegou ter flagrado o magistrado desrespeitando o decreto novamente.

As informações são do Jornal de Brasília.

Leia Mais:

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *