Com risco de novo atentado, esquema de segurança para posse de Bolsonaro será inédito

O presidente eleito ainda corre perigo de sofrer um novo ataque

Sérgio Etchegoyen, encomendou a sua equipe um estudo para reforçar a segurança de Jair Bolsonaro(PSL) e sua família a partir da posse do novo presidente, em 1° de janeiro. O motivo do pedido, além do atentado sofrido na campanha, são as frequentes ameaças identificadas pela inteligência do governo. Registra a Veja

Etchegoyen não fala em números ou estratégias por questões de segurança, mas já avisou que “obviamente” haverá um rigor muito maior no controle a tudo que tem a ver com o presidente eleito. “O esquema que está sendo preparado para receber um presidente que já sofreu um atentado será muito diferente e muito mais severo do que qualquer outro titular do Planalto já viu ou teve”, afirmou o general.

Leia mais

No twitter eleitores de bolsonaro pedem que o presidente não de cargo algum a Magno Malta

+Witzel e Flávio Bolsonaro vão a Israel comprar drone que faz disparos.

+Com Bolsonaro e Sergio Moro os corruptos entram em panico geral

Bolsonaro é alvo das principais organizações criminosas do país desde as que comandam as favelas até as que dominam os porões do Congresso Nacional.

Todo cuidado deve ser pouco quando o assunto for a segurança de Bolsonaro e sua família,  varias ameaças interceptadas por escuta telefônica estão sendo investigadas pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

A Policia Federal atua com uma equipe de 55 homens em revezamento na proteção do novo presidente do Brasil o forte esquema de segurança é uma medida para conter novas tentativas de atentado contra a vida de Bolsonaro.

A informação divulgada pela inteligencia é de que as ameaças partiram de diferentes fontes, como PCC e Comando Vermelho.

Bolsonaro promete por fim a mamata de muita gente, inclusive a da bandidagem e isso eles nunca aceitarão, então todo cuidado é pouco!

Estamos no Twitter

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *