Connect with us

Ciro usa a Bíblia para criticar Tabata Amaral



POLITICA

Ciro usa a Bíblia para criticar Tabata Amaral

Ciro Gomes cita Bíblia para criticar deputada que votou a favor da reforma da Previdência

Tabata Amaral desobedeceu o partido e virou alvo de correligionários.

A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) virou alvo de críticas ,

porque votou a  favor da reforma da Previdência, desobedecendo orientação do próprio partido.

Entre os críticos está o ex-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, que citou a Bíblia para criticar a colega de partido.

“Ninguém pode servir a dois senhores. Eu acho que o mais digno,

não quero particularizar nela [Tabata], porque foram ela e mais sete, é fazer o que eu fiz” disse Ciro Gomes ao Estadão.

Ciro também lembrou que já foi filiado ao PSDB e um dos fundadores do partido,

mas que deixou a sigla depois dos escândalos de corrupção e decisões políticas que não o agradaram.

A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) virou alvo de críticas de correligionários após ter votado a favor da reforma da Previdência, desobedecendo orientação do próprio partido.

Entre os críticos está o ex-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, que citou a Bíblia para criticar a colega de partido.

“Ninguém pode servir a dois senhores. Eu acho que o mais digno,

não quero particularizar nela [Tabata], porque foram ela e mais sete,

é fazer o que eu fiz” disse Ciro Gomes ao Estadão.

Ciro também lembrou que já foi filiado ao PSDB e um dos fundadores do partido,

mas que deixou a sigla depois dos escândalos de corrupção e decisões políticas que não o agradaram.

“Me filiei e ajudei a fundar o PSDB, que tinha um programa lindo,

que tinha uma série de propostas muito sérias, foi para o governo e fez o oposto. Chafurdou na corrupção, nas privatizações, na roubalheira. O que fiz? Saí”, disse.

Leia Mais:

Veja os últimos acontecimentos políticos do País

Continue Reading
You may also like...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in POLITICA

Em alta

Advertisement

Facebook

POLITICA

To Top