A grande farsa Sindicalista é pego no flagra

PUBLICIDADE

Mais uma hipocrisia foi flagrada durante uma manifestação da APP-Sindicato, no Paraná, iniciada no dia 23/11, em que professores faziam “greve de fome” contra a prova para contratação de professores temporários e contra o presidente Bolsonaro, segundo Marc Sousa.

A fotógrafa Juliana Correia da Luz postou em sua conta do Instagram a foto de um homem na cadeira de rodas que estava sendo usada para transportar os grevistas mais debilitados.

O resultado de várias tentativas em diferentes ângulos foi o registro de uma pessoa aparentemente em extrema vulnerabilidade.

Em vídeo de câmara externa, o mesmo homem se levantou logo após os cliques (na frente da fotógrafa, inclusive) e aparentou estar perfeitamente bem.

A APP-Sindicato se manifestou alegando que não haviam afirmado que as pessoas estavam impossibilitadas de andar. Mas não se justificaram a respeito do caso em que se deixarem fotografar em uma situação de vulnerabilidade que era falsa.

A fotógrafa apagou a foto de sua rede social após repercussão do vídeo, mas a captura de imagem permanece com a prova.

*Terça Livre

Compartilhe isso:

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *