PUBR Noticias › 5 Formas de investir para transformar a sua vida

DINHEIRO

5 Formas de investir para transformar a sua vida

Hugo Silva
Escrito por Hugo Silva em julho 12, 2019
5 Formas de investir para transformar a sua vida
Junte-se a os outros

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Quais são seus sonhos?

Ter sucesso, alcançar a independência financeira ou ter controle sobre a sua vida?

Estes são os sonhos de muita gente e eu imagino que algum deles seja o seu também.

Estou certo?

Então deixe-me fazer mais uma pergunta;

Você sabe como fazer para alcança-los?

Apesar de serem sonhos simples na teoria…

Na pratica são difíceis de se alcançar e muita gente fracassa no meio do caminho.

Afinal, não é porque é simples que algo vai ser fácil.

Entretanto, existem algumas formas inteligentes de se realizar sonhos.

E e na grande maioria das vezes quando eles dependem de dinheiro é fazendo bons investimentos.

Por isso neste artigo, quero mostrar a você 5 formas que você pode investir para alcançar seus sonhos;

Quer aprender quais são?

Continue lendo.

1. Invista em um negocio próprio.

Empreender transforma e é um dos tipos de investimento que atrai mais pessoas.

É claro que exige muito trabalho duro e nem sempre tem garantias que dará certo.

De modo que o empreendedor deve sempre estar atento e conhecer muito bem o mercado em que vai atuar.

Alem disso, investir em um negocio próprio requer muita dedicação e esforço.

Portanto, não basta apenas por dinheiro no negocio é preciso saber administrar;

Mas se tudo for feito direitinho é uma das formas mais lucrativas de se investir.

Basta ter coragem, dedicação e não desistir na primeira crise.

No Brasil existem diversos empreendedores de sucesso, como:

  • o empresário Jorge Paulo Lemman, o homem mais rico do país, que construiu sua história de sucesso unindo negócios e uma forma peculiar de administração.
  • A empresaria Luiza Helena Trajano, fundadora da gigante Loja Magazine Luiza.
  • Ou do empresario Robinson Shiba, o homem que fundou China INbox e que praticamente implantou o sistema de Delivery de comida no Brasil.

Empreender é um dos caminhos mais indicados para quem tem a capacidade de desenvolver boas ideias e acredita que o trabalho bem feito tem o potencial de transformar vidas.




E o melhor é que você pode começar com pouco dinheiro ou do absoluto zero.

2. investir no Tesouro Direto.

Se você ainda não sabe o que é o Tesouro Direto eu vou explicar de uma forma bem simples.

Em 2002 o governo criou um programa de venda de títulos públicos para pessoas físicas.

A iniciativa foi realizada pelo Tesouro Nacional, em parceria com a BM&F Bovespa e passou a ser chamado de Tesouro Direto.

Quando nós pessoas comuns investimos no Tesouro Direto, estamos emprestando nosso dinheiro ao Governo.

E ele em troca nos paga uma taxa por isso.

O Tesouro Nacional emite os títulos para captar recursos com o objetivo de fazer melhorias em nosso país, como:

  • Construir escolas e Creches;
  • Conjuntos habitacionais e casas populares;
  • Hospitais e outras obras importantes.

O interessante do investimento é que o investidor consegue conciliar em um mesmo investimento segurança, boa rentabilidade e facilidade para investir.

Outro grande diferencial do Tesouro Direto é que o valor para a compra dos títulos é baixo.

Hoje com pouco dinheiro já é possível investir para realizar essa compra direta; a pessoa precisa:

  • Morar no Brasil,
  • Ter CPF (Cadastro de Pessoa Física)
  • E estar cadastrada em um banco ou corretora autorizada pela Secretaria do Tesouro Nacional.

VEJA TAMBÉM:

3. Investir na Bolsa de Valores

O mercado de capitais passou por uma grande instabilidade com as incertezas da economia em nosso país.

Isso porque a falta de previsibilidade, junto com as interferências do governo em algumas empresas e setores estratégicos, afugentou muitos investidores.

Com isso a reação do mercado fez com que grandes empresas tivessem seus papeis desvalorizados.




Por isso quem investe em bolsa precisa saber que o mercado é de risco (renda variável).

E dentro desse sobe e desce se dá melhor aquele que compra boas ações em baixa e lá na frente (quando tudo estiver melhor) as vende com preços maiores.

Olhando por esse prisma, muita gente tem considerado que o mercado de ações no Brasil se tornou um mar de oportunidades.

Antes de investir na bolsa é importante dedicar um pouco de tempo às leituras e cursos especializados.

Quem procurar uma boa corretora, encontrará apoio para o desenvolvimento e também contará com a colaboração de profissionais qualificados e que poderão apresentar uma carteira com ações recomendadas.

4. Letras de Crédito: LCI e LCA

As letras de crédito são investimentos atrelados ao mercado de agronegócio, LCA, e ao mercado imobiliário, LCI.

Desta forma as Letras de Crédito são produtos conservadores, de baixo risco, muito procurados pelos investidores, pois reúnem diversas vantagens, tanto financeiras quanto tributárias:

  • Isenção de Imposto de Renda;
  • Produto Conservador atrelado ao CDI;
  • Segurança do Fundo Garantidor de Crédito em até R$ 250.000,00 por CPF e por instituição emissora, assim como a Poupança e o CDB. Isso significa que seu dinheiro está seguro, até este valor, em caso de intervenção, liquidação ou falência do banco emissor.

Por conta dos altos juros atualmente no Brasil, as Letras de Crédito têm se mostrado como uma alternativa inteligente para o futuro.

A alta procura por esses produtos fez com o que o governo considerasse a hipótese de cobrar Imposto de Renda, o que ainda não ocorre.

5. Fundo de Investimento Imobiliário (FII)

O fundo de investimento imobiliário (FII) se tornou uma opção de valor para quem gosta de investir em imóveis, sem precisar de altos valores ou até mesmo se envolver na compra/administração de um imóvel.

É verdade que o mercado de imóveis é um dos que mais sentiu a crise econômica, trazendo aos fundos imobiliários resultados frustrantes.

Entretanto, ainda assim pode ser interessante para quem gosta de diversificar e acredita na recuperação do mercado de imóveis.

Se compararmos os fundos imobiliários com os retornos gerados por aluguéis, os riscos se tornam relativamente menores.

De modo que o investidor não precisará lidar com inquilinos e a diversificação no volume de imóveis administrados dentro de um mesmo fundo.

Em média, o investimento mínimo no FII fica em torno de R$ 5 mil. Para investir nessa modalidade, você precisa de uma corretora. Quando se escolhe uma corretora, você tem que ficar atento aos custos que você terá, como taxas de custódia, taxa de corretagem e etc.

Conclusão

Para quem quiser enriquecer existem diversas oportunidades de investimento e sobre tudo de estilo de vida.

Afinal, enriquecer não depende só de ganhar dinheiro, mas também de se ter bons hábitos.

Alem disso é fundamental estar preparado para sempre tomar as melhores decisões.

E fazer com que investir seja sempre uma prioridade em sua vida.




Mesmo que seja pouco dinheiro.

Portanto, lembre-se que a vida é feita de escolhas e é você o grande responsável por faze-las de forma consciente.

Espero que tenha gostado deste artigo e até a próxima!

 

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *